Neste sábado, 6 de março, faz 25 anos que morreu Perseu Abramo, jornalista, sociólogo e militante que dá nome à fundação partidária do Partido dos Trabalhadores. Ele teria 90 anos. Em 17 de julho, faria 91.

O sobrenome Abramo está indelevelmente ligado a uma família que pensa, escreve e luta por uma sociedade justa e igualitária. Perseu, pela paixão que dedicou ao Partido dos Trabalhadores desde que a ideia surgiu, paixão sempre revestida de um apego forte à racionalidade e ao estudo meticuloso das raízes históricas do Brasil como ponto de partida para prognósticos sobre o futuro, tornou-se um quadro fundamental para as mudanças que assumiam nova vocalização naquele período.

Perseu ingressou na área de comunicação como assistente de revisão de textos no extinto “Jornal de São Paulo”. Dali, partiu para uma carreira que seria considerada, nos termos contemporâneos, bem sucedida. Mesmo tendo atuado em veículos de comunicação de esquerda e de ter sido liderança da histórica greve dos jornalistas e gráficos no final dos anos 1970, ocupou cargos considerados importantes, tendo permanecido em O Estado de S. Paulo por 10 anos, na Folha de S. Paulo por outros nove anos e trabalhado como elaborador de projetos especiais na então quase onipresente TV Globo, entre os anos de 1983 e 1985, período considerado como de reabertura política pós-ditadura civil e militar.

 

Créditos: Arquivo de família

 

A coerência política e intelectual que o fez transitar por mundos distintos é a mesma que o tornou lendário na tarefa de proposição e encaminhamento de propostas durante o período de criação e consolidação do PT. Nos anos 1980, tornou-se notória sua capacidade de sintetizar e congregar discussões diante de plenárias e assembleias abrasivas e cheias de diversidade.

Trouxe toda essa experiência para o “Jornal dos Trabalhadores”, órgão oficial do partido, que dirigiu entre os anos de 1981 e 1983. Foi um entusiasta da ideia de que o PT deveria criar canais próprios de comunicação para disputar a opinião pública.

Quando participou da criação do PT, Perseu Abramo era homem maduro, experimentado na luta por democracia e justiça social, que exerceu como pensador e incansável homem comum. Foi educador desde os anos 1950, tendo sido assistente de pesquisas no Centro Regional de Pesquisas Educacionais de São Paulo e professor da Universidade Federal da Bahia e da Universidade de Brasília (UnB), de onde foi retirado pelas baionetas de 1964.

O intelectual orgânico Perseu Abramo participou de diversos movimentos contra a ditadura e o arbítrio, e ajudou na construção de greves. Um pouco do seu pensamento pode ser conhecido das novas gerações em dois livros lançados pela Fundação Perseu Abramo. “Padrões de Manipulação na Grande Imprensa” pode ser encontrado aqui (clique para acessar). “Um trabalhador da Notícia: Textos de Perseu Abramo” (1997), organizado por sua filha Bia Abramo, estará disponível em breve.

Confira abaixo uma pequena parte da produção de Perseu Abramo, hoje sob a guarda da fundação que leva seu nome.

 

Textos publicados na revista Teoria e Debate:

 

Textos do Perseu publicados no jornal Boletim Nacional do PT:
(Para acessar o conteúdo de cada edição, basta clicar na imagem de capa do jornal.)

https://acervo.fpabramo.org.br/index.php/boletim-nacional-do-pt-15

https://acervo.fpabramo.org.br/index.php/boletim-nacional-do-pt-20

https://acervo.fpabramo.org.br/index.php/boletim-nacional-do-pt-21

https://acervo.fpabramo.org.br/index.php/boletim-nacional-do-pt-28

https://acervo.fpabramo.org.br/index.php/boletim-nacional-do-pt-29

https://acervo.fpabramo.org.br/index.php/boletim-nacional-do-pt-30

https://acervo.fpabramo.org.br/index.php/boletim-nacional-do-pt-31

https://acervo.fpabramo.org.br/index.php/boletim-nacional-do-pt-32

https://acervo.fpabramo.org.br/index.php/boletim-nacional-do-pt-33

https://acervo.fpabramo.org.br/index.php/boletim-nacional-do-pt-34

https://acervo.fpabramo.org.br/index.php/boletim-nacional-do-pt-35

https://acervo.fpabramo.org.br/index.php/boletim-nacional-do-pt-36

https://acervo.fpabramo.org.br/index.php/boletim-nacional-do-pt-39

https://acervo.fpabramo.org.br/index.php/boletim-nacional-do-pt-41

https://acervo.fpabramo.org.br/index.php/boletim-nacional-do-pt-42

https://acervo.fpabramo.org.br/index.php/boletim-nacional-do-pt-47

https://acervo.fpabramo.org.br/index.php/boletim-nacional-do-pt-50

https://acervo.fpabramo.org.br/index.php/boletim-nacional-do-pt-58

https://acervo.fpabramo.org.br/index.php/boletim-nacional-do-pt-60

https://acervo.fpabramo.org.br/index.php/boletim-nacional-do-pt-72