Focada na defesa dos trabalhadores formais não contemplados pelo auxílio emergência de R$ 600 a R$ 1200, garantido pelos partidos de oposição, a emenda também dá solução para a sobrevivência de micro, pequenas e médias empresas

A Emenda Global à MP 936, apresentada  pelo PT, é uma proposta de garantia de emprego e renda de todos os trabalhadores formais no Brasil. Guiada pelo mote “Ninguém Demite Ninguém”, também viabiliza que as empresas possam atravessar este período de quarentena.

A emenda Implica a imediata liberação de cerca de R$ 610 bilhões ou 8,5% do PIB. Em torno de R$ 310 bilhões destinam-se a financiar o gasto fiscal com a política social - renda mínima e defesa do emprego – e têm origem na equalização cambial (ou seja, no ganho proporcionado pelas reservas, fruto da desvalorização cambial).

A outra parcela vem da política de crédito ou recompra de carteiras dos bancos para financiar capital de giro - inclusive folhas de salários das empresas que estão operando. É crédito com funding monetário do Banco Central, de baixo custo final.

É parte de um programa macroeconômico emergencial de combate à crise, completo e consistente, formulado pelo PT e em debate entre os partidos de oposição no Congresso Nacional, que oferece socorro para o setor produtivo e para as empresas do ramo financeiro, evitando graves problemas sistêmicos, ao mesmo tempo em que atende a prioridade maior, a renda das famílias das trabalhadoras e trabalhadores.