Jacob Gorender (20 de janeiro de 1923 – 11 junho de 2013), presente!

O historiador Jacob Gorender, autor de alguns títulos clássicos, entre eles O Combate nas Trevas e O Escravismo Colonial, faleceu nesta terça-feira (11), aos 90 anos. Gorender estava na UTI há um mês e meio, e segundo informações de Ethel Gorender, sua filha, desenvolveu um quadro infeccioso que se agravou muito nos últimos dias.

Conforme desejo do próprio Jacob, seu corpo será sepultado no Cemitério Israelita do Butantã (Rua Eng. Heitor Antonio Eiras Garcia, 5530) – KM 15 da Rodovia Raposo Tavares. O sepultamento acontecerá às 10 horas. A família receberá amigos e amigas no velório do Cemitério, a partir das 8 horas.

Vida e obra
Escrito nos primeiros anos de 1970, O Escravismo Colonial. marcou a historiografia e ressurgiu, três décadas depois, pela Editora Fundação Perseu Abramo. Traz valoroso prefácio de Mário Maestri, que homenageia a trajetória do autor, contextualiza o cenário político central da obra e nos coloca diante de um tema sempre atual, o debate sobre a construção de um projeto nacional de desenvolvimento.

Comunista, judeu, filho de imigrantes russos, Jacob Gorender nasceu em Salvador, em 20 de janeiro de 1923. Sua trajetória passa pela campanha expedicionária, na Itália; por Moscou, durante o 20º Congresso do PCUS; e deságua no presídio Tiradentes, nos anos 70.

Autodidata, é autor de diversos livros, além de O escravismo colonial, como Combate nas Trevas, A Escravidão Reabilitada e Marcino e Liberatore (diálogos sobre marxismo, social-democracia e liberalismo). Nos últimos anos, Gorender se dedicou ao estudo de temas da política e da economia internacional. Tornou-se professor visitante do Instituto de Estudos Avançado da Universidade de São Paulo e ministrou em 1997 um curso de pós-graduação sobre “História e Marxismo”, no Departamento de História da USP.

Jacob Gorender foi casado com Idealina da Silva Fernandes, filha de Hermogênio da Silva Fernandes, um dos fundadores do Partido Comunista. Filiado desde 1994 ao Partido dos Trabalhadores, Jacob concedeu esta entrevista, em 1990, a Alípio Freire e Paulo de Tarso Venceslau. Releia aqui a íntegra do que foi publicado na revista Teoria e Debate e reveja o vídeo sobre O Escravismo Colonial.

Neste artigo, publicado em blog da Editora Boitempo, o professor Lincoln Secco, membro do Conselho de Redação da revista Teoria e Debate, traça um perfil de Gorender.

Foto: Robson Martins