O lançamento da Coleção Paul Singer acontecerá no dia 30 de novembro, às 19h30, no Centro Universitário MariAntonia, durante o seminário “Paul Singer 90 anos: intérprete do Brasil”, evento realizado pela Universidade de São Paulo (USP) e pelo Instituto Paul Singer (veja informações abaixo).

Coeditada p Fundação Perseu Abramo e Editora Unesp, a Coleção Paul Singer já conta com 2 volumes, Uma Utopia Militante e Economia Solidária. Outros volumes serão publicados nos próximos meses.

O seminário

Rememorar Paul Singer, pois o mestre não era dado a celebrações. Porque Paul Singer está entre nós nas várias ações de economia solidária disseminadas pelo país, no seu exemplo de intelectual militante e nas suas contribuições teóricas, que fazem dele um dos principais intérpretes do Brasil da sua geração. Unindo, sempre, teoria e práxis, em cada frase escrita, em cada palavra proferida, em cada proposta discutida com os movimentos populares. Para compreender a especificidade do país no seio do capitalismo mundial, buscando atuar sobre as suas contradições aqui e agora, assim como ele nos ensinou. Enfim, para explicitar o seu legado e descortinar novas possibilidades de interpretação e ação.

Com esse intuito, o Instituto de Estudos Brasileiros e o Centro Universitário MariAntonia, da Universidade de São Paulo, e o Instituto Paul Singer organizam o seminário e a exposição Paul Singer 90 Anos: Intérprete do Brasil, entre os dias 29 de novembro e 1 de dezembro. A exposição segue até 28 de fevereiro, no edifício da rua Maria Antônia, onde Singer atuou num período decisivo de nossa história como professor e intelectual. Antes já atuara no sindicato dos metalúrgicos de São Paulo, com 20 anos de idade, no Partido Socialista Brasileiro (PSB) e em várias entidades de esquerda. Depois, se vincularia ao Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap), nos anos 1970, até voltar à USP nos anos 1980, já como professor da Faculdade de Economia e Administração (FEA), agora localizada na cidade universitária.

A exposição apresenta fac-símiles de documentos da Biblioteca e do Arquivo de Paul Singer, doados pela sua família ao IEB, em uma linha do tempo que apresenta sua longa trajetória intelectual. O Seminário discute essa trajetória em quatro mesas, explorando as suas várias facetas. A mesa 1, “O intelectual e professor”, reúne depoimentos daqueles que conviveram com Paul Singer na USP e no Cebrap. A mesa 2 aborda “o militante e o gestor público”, com ênfase na sua atuação no Partido dos Trabalhadores (PT), no governo Luiza Erundina e na Secretaria Nacional de Economia Solidária (Senaes) durante os governos Lula e Dilma. As mesas seguintes concentram-se nos temas em que imprimiu a sua marca, destacando-se como um importante intelectual latinoamericano. Na mesa 3, o foco é “cidade e trabalho” e, na mesa 4, “desenvolvimento e economia solidária”. Não há como pensar o Brasil contemporâneo sem passar por sua interpretação original e sistemática.

Paralelamente ao seminário, e à exposição – a partir do Acervo Paul Singer doado ao IEB USP –, cuidadosamente pensada para destacar essas várias facetas do mestre, teremos a exibição do filme “Paul Singer - Uma utopia militante” e o lançamento dos dois primeiros volumes da Coleção Paul Singer, das editoras Unesp e Fundação Perseu Abramo.

Venham participar, conhecer e discutir o legado desse intelectual militante que lutou em defesa do desenvolvimento solidário e da democracia, que no seu entender eram uma maneira de viabilizar uma sociedade fraterna e socialista no Brasil e no mundo.

Em 1962, há sessenta anos, o economista Paul Singer assim escrevia na Revista do DIEESE: “emancipação do trabalho significa reconciliar o trabalhador com seu trabalho, significa tornar todo e qualquer trabalhador equivalente ao que realiza uma pessoa que planta uma flor. Uma flor para si, para o seu jardim, para embelezar a sala de jantar... É possível fazer isso? Será possível tornear uma peça como se planta uma flor? Será possível bater uma estaca, assentar tijolos, imprimir um livro, guiar um bonde como se planta uma flor? Sim, é possível”.

Nós continuamos acreditando, professor!

PROGRAMAÇÃO

29/11

14h | Mesa de abertura
Maria Arminda Arruda do Nascimento (Vice Reitora da USP)
Sonia Salzstein (Diretora IEB USP)
Marcelo Justo (IPS)
Ana Claudia Veiga de Castro (Diretora CEUMA USP)

14h30 | Mesa 01 - O intelectual e o professor
Gabriel Cohn (FFLCH USP)
Frederico Mazzucchelli (Unicamp)
Leda Paulani (FEA USP)
Mediador: Lincoln Secco (FFLCH USP)

20h | Abertura da Exposição
Sonia Salzstein (IEB USP)

30/11

14h | Mesa 03 - Intérprete do Brasil: cidade e trabalho
Ermínia Maricato (FAU USP)
Egeu Esteves (Unifesp)
Alexandre Barbosa (IEB USP)
Mediadora: Ana Paula Koury (Universidade Mackenzie)

17h | Mesa 04 - Intérprete do Brasil: desenvolvimento e economia solidária
Roberto Marinho Silva (UFRN)
Reinaldo Pacheco da Costa (Poli e ITCP/ USP)
Nelsa Nespolo (Justa Trama/Unisol)
Mediador: Marcelo Justo (IPS)

19h30 | Lançamento Coleção Paul Singer (editoras Unesp e Fundação Perseu Abramo)
Coquetel de lançamento seguida de conversa com:
André Singer (FFLCH USP)
Helena Singer (IPS)

01/12

17h | Exibição do Filme: Paul Singer - Uma Utopia Militante
Sala de Cinema Carlos Reichenbach
Conversa com:
Ugo Giorgetti (Diretor)
Marcos Barreto (Produtor)
Sonia Kruppa (FE USP)

Serviço:

Paul Singer 90 anos: Intérprete do Brasil
– Seminário – 29 e 30 de novembro às 14 horas – Edifício Rui Barbosa – salão nobre
– Exposição – abertura 29 de novembro às 20 horas – Edifício Rui Barbosa – 3º andar
– Exibição do filme “Paul Singer – Uma Utopia Militante” às 17 horas – Sala Carlos Reichenbach – Edifício Rui Barbosa
Onde | Centro MariAntonia da USP – Edifício Rui Barbosa | R. Maria Antônia, 258/294 - Vila Buarque, São Paulo - SP
Visitação |Terça a domingo, e feriados, das 10 às 18 horas
Lotação | 84 lugares
Quanto | Grátis