O Brasil perdeu um enorme talento. A morte de Jô Soares deixa um vazio irreparável na nossa cultura, não só pelo talento único, mas também pelo humor inteligente, versátil e criativo dele.

Estive inúmeras vezes no programa do Jô, desde o SBT e depois na Globo. Ao longo da minha vida pública, desenvolvi uma relação de respeito e de amizade com ele . Em 2002, o Jô apoiou publicamente minha candidatura ao Senado. Mais recentemente, teve a coragem de estar do lado certo da história e denunciou o golpe contra a presidenta Dilma e publicou cartas abertas à Bolsonaro, nas quais, com a inteligência habitual, expôs toda a precariedade do atual mandatário do país.

Neste momento de dor, deixo minha solidariedade e abraço fraterno a todos os familiares, amigos e fãs do Jô.

Aloizio Mercadante