A Fundação Perseu Abramo está iniciando uma jornada de atividades sobre o bicentenário da Independência do Brasil, que se completa no dia 07 de setembro de 2022. As atividades colocarão em evidência a relação entre história e política, entre interpretações sobre o passado e projetos de futuro.

O momento instiga o debate sobre o passado e o presente da independência do Brasil da perspectiva dos trabalhadores. Ao contrário de uma história ufanista, apaziguada e homogênea, a tradição de luta da classe trabalhadora pela sua sobrevivência e organização política, e a ação e repressão do Estado nacional em relação a esta tradição, demarcam uma trajetória de conflitos permanentes entre os grupos subalternos e as elites nacionais, compondo um contexto de exploração, tanto dos homens e mulheres, como também dos recursos naturais e do território.

Ainda em janeiro iniciaremos um ciclo de debates online: Duzentos anos de luta pela independência. A abertura está prevista para dia 05 de fevereiro, sábado, conforme segue:

 

TEMA DE ABERTURA
200 anos depois, a luta do Brasil pela soberania nacional, pela integração latino-americana e por uma nova ordem mundial

Sábado, 05 de fevereiro

10h – Conferência de abertura

- Dilma Rousseff
- Conceição Evaristo
- Sônia Guajajara

14h– Debate entre representantes das Fundações partidárias

 

PROGRAMAÇÃO DO CICLO DE DEBATES

  • Independência e escravidão: a formação de um estado nacional escravista e suas permanências no Brasil contemporâneo
  • 100 anos depois da Semana de Arte Moderna: cultura democrática e popular; arte, patrimônio e cultura nacionais; combate ao colonialismo cultural.
  • Lutas populares na história do Brasil: organizações de trabalhadores rurais e urbanos, movimentos sociais e resistência popular; luta da juventude; intelectuais da esquerda brasileira e latino-americana; anarquismos, socialismo, trabalhismo e comunismo no Brasil.
  • A participação das mulheres nas lutas pela independência e construção da nação 
  • 100 anos do Partido Comunista
  • Desenvolvimento nacional e superação das desigualdades: Desenvolvimento econômico e desenvolvimento humano, científico e tecnológico; Economia Solidária; Transição ecológica, questões ambientais e sustentabilidade, suficiência energética, segurança alimentar; políticas sociais de saúde, educação e proteção social. Empresas Estatais e Serviços Públicos.
  • Abril vermelho: A formação do território nacional e os projetos em disputa, povos tradicionais, luta pela terra e ocupação do território
  • A luta contra o racismo: independência do Brasil e manutenção da escravidão, elementos do escravismo na estruturação da sociedade brasileira atual, arquitetura da exclusão (discutir o 13 de maio, abolição, pós-abolição, lugar do liberto na sociedade brasileira); racismo estrutural e capitalismo no Brasil atual; genocídio da juventude negra; marco temporal e os direitos dos povos originários.
  • Democracia e Estado: Debate sobre a gênese e as caraterísticas do Estado brasileiro: patrimonialismo, clientelismo, coronelismo. Forças Armadas, militarização da polícia, genocídio da juventude negra, repressão aos trabalhadores e as organizações sociais. Assembleia Constituinte.
  • 100 anos do tenentismo: “Os tenentes de ontem e as Forças Armadas de hoje”.

 SETEMBRO: Lançamento de manifesto.

 

CURADORIA:

Elen Coutinho
Economista, diretora da Fundação Perseu Abramo e membro do Diretório Nacional do PT

Esther Bermeguy
Economista. Foi secretária do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (2004-2011) e secretária de Planejamento e Investimentos Estratégicos (2012-2014). Integra o Conselho Curador da FPA

Everaldo Andrade
Professor do departamento de História e diretor do CAPH (centro de apoio a pesquisa histórica Sérgio Buarque de Holanda) da FFLCH USP. Membro da coordenação nacional do fórum Renova Andes e do setorial de Educação do PT-SP. Integra o Conselho Curador da FPA.

Iole Ilíada
Doutora em geografia humana pela USP, ex-vice-presidenta da FPA e ex-Secretária de Relações Internacionais do PT. Integra o Conselho Curador da FPA.

Penildon Silva Filho
Professor da Universidade Federal da Bahia e doutor em Educação. Integra o Conselho Curador da FPA

Valter Pomar
Professor de relações internacionais na UFABC, diretor da Fundação Perseu Abramo e integrante do Diretório Nacional do PT.

Vladimir Brito
Doutor em Ciência da Informação, membro do do NAPP segurança pública e do Conselho Curador da FPA.