No dia 17 de dezembro, tivemos o último programa Pauta Brasil deste ano. A programação normal será retomada a partir do dia 10 de janeiro de 2022.

Para encerrar 2021, o Pauta Brasil debateu a educação básica e as perspectivas para o ano que vem. Com mediação de Ray Kenner, vice-presidente da Ubes, Marta Vanelli, professora da rede pública e secretária de Formação da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), e Paulo Gabriel Nacif, professor titular da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.

Ray Kenner lembra que este ano alguns estados abriram as escolas mas com políticas de retorno diferentes. E ainda com o agravante da grande lacuna no ensino-aprendizagem, principalmente no interior do país.

A professora Marta Vanelli faz um breve balanço do ano 2020, o qual considera positivo, pois frente à pandemia foi possível avançar em termos de mobilização. Já o ano 2021 com o sistema híbrido, remoto e presencial, ocorreu sobrecarga ao professor, que trabalhou praticamente dobrado. “Além disso, o governo Bolsonaro não nos deu trégua”, diz Marta, exemplificando algumas das medidas, como a regulamentação do Fundeb, a PEC 32, a PEC 23, entre outras. Espera para 2022, muitas manifestações, valorização da educação e de seus profissionais.

O professor Paulo Gabriel Nacif recupera que após o golpe de 2016 o país entrou numa fase aguda de quebra da estrutura educacional, criada na pós-redemocratização. “Setores de extrema-direita que compõem o governo possuem diferentes perspectivas, mas sempre ultraconservadoras... atuam para que o MEC atua cada vez menos na coordenação da educação brasileira”, diz o professor.

Segundo Paulo Gabriel, redução da presença do Estado e obscurantismo marcam o atual momento da educação brasileira. Mas o professor reitera que acredita na força da sociedade brasileira e que o próximo ano será de luta contra o governo Bolsonaro.

Assista a íntegra do programa abaixo.

Para 2022, ainda temos que enfrentar as graves sequelas resultantes da pandemia de Covid-19, seja na saúde da população, ou em questões como emprego, renda, ensino. Terminamos o ano com dados alarmantes de evasão escolar e abandono dos estudos, portanto, é necessário discutir quais serão os caminhos para que educação seja direito e não privilégio.

Sobre o Pauta Brasil

Pauta Brasil recebe especialistas, lideranças políticas e gestores públicos para discutir os grandes temas da conjuntura política brasileira. Os debates são realizado nas segundas, quartas e sextas-feiras, sempre às 17h, e serão transmitidos ao vivo pelo canal da Fundação Perseu Abramo no YouTube, sua página no Facebook perfil no Twitter, além de um pool de imprensa formado por DCM TV, Revista Fórum, TV 247 e redes sociais do Partido dos Trabalhadores.

O novo programa substitui o Observa Br, programa que era exibido nas quartas e sextas-feiras, às 21h. Clique aqui e acesse a lista de reprodução com os 66 programas.