O governo Bolsonaro vem desmontando políticas públicas em todas as áreas, aprofundando a miséria e a crise social. Nas cidades, onde vive 85% da população brasileira, esse drama é vivido com grande intensidade, requerendo a construção de políticas urbanas inovadoras, capazes de enfrentar de forma integrada problemas estruturais, aguçados pela pandemia.

Neste sentido, o Núcleo de Acompanhamento de Políticas Públicas (NAPP) de Cidades da Fundação Perseu Abramo realiza, nos meses de maio e junho, seminário para apresentar o capítulo referente às políticas urbanas do “Projeto de Reconstrução e Transformação do Brasil”, uma proposta de políticas públicas de âmbito nacional, formulado pela Fundação Perseu Abramo para tirar o país do caos em que vivemos.

O evento começa dia 4 de maio e terá atividades todas terças-feiras, às 18 horas, até 22 de junho (veja programação completa a seguir), com transmissão ao vivo pelas redes sociais da Fundação Perseu Abramo, Brasil 247, Revista Fórum e outras páginas parceiras.

A primeira mesa, dia 4 de maio, às 18 horas, será sobre "A centralidade das cidades no projeto de reconstrução nacional", tema que será apresentado pelo ex-prefeito Fernando Haddad, presidente do Conselho Curador da Fundação Perseu Abramo, e terá como debatedores Edmilson Rodrigues, prefeito de Belém (PSOL); Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro (DEM) e Moema Camacho, prefeita de Lauro de Freitas (PT-BA) e Ermínia Maricato, ex-Secretária Executiva do Ministério das Cidades. A mediação será de Nabil Bonduki, coordenador do NAPP Cidades e professor da USP.

Ao todo, o seminário terá oito sessões temáticas, que debaterão ainda: a articulação federativa e a governança cooperativa das cidades; financiamento para uma cidade mais justa; crise sanitária e as cidades pós pandemia; emergência climática e transição ecológica nas cidades; cidades mais inclusivas e acessíveis: mobilidade; cidades mais justas: reforma urbana e moradia; e cidades mais democráticas: participação social.