Acontece hoje, 27 de maio, evento promovido pela vereadora Juliana Cardoso (PT/SP) para debater a violência obstétrica. Gustavo Venturi, coordenador do Núcleo de Opinião e Pesquisa da Fundação Perseu Abramo, participará do debate juntamente com especialistas da área da saúde como Simone Diniz, Jaqueline Brigagão, Deborah Delage e representantes da Secretaria Municipal de Saúde.

Segundo pesquisa da Fundação Perseu Abramo, no Brasil, uma em cada quatro mulheres sofre algum tipo de violência durante o parto. O movimento de humanização do atendimento ao parto promove uma série de ações para que as mulheres saibem que é possível trazer ao mundo suas crianças com respeito e dignidade.

Pesquisa FPA
Em 2010 a Fundação Perseu Abramo e o Sesc realizaram a pesquisa Mulheres brasileiras e gênero nos espaços público e privado. O estudo apresenta a evolução do pensamento e do papel das mulheres brasileiras na sociedade. Entre os temas abordados no estudo estão: Percepção de Ser Mulher: Feminismo e Machismo; Divisão Sexual do Trabalho e Tempo Livre; Corpo, Mídia e Sexualidade; Saúde Reprodutiva e Aborto; Violência Doméstica e Democracia, Mulher e Política. A íntegra da pesquisa pode ser conhecida aqui.

“Violência Obstétrica e o Modelo que Queremos” acontece na Câmara Municipal de São Paulo, a partir das 18h30.

Serviço
Debate Violência Obstétrica e o Modelo que Queremos
Dia 27 de maio de 2013, a partir das 18h30
Câmara Municipal de São Paulo, Viaduto Jacareí, 100, Auditório Oscar Pedroso Horta, 1º Subsolo