Há 37 anos um grupo de metalúrgicos operários foram julgados e condenados pela justiça militar de São Paulo por participarem das greves do ABC paulista. As greves ocorreram em maio de 1980 e o julgamento em 25 de fevereiro de 1981, no período de transição democrática.

Foto 3: Julgamento de Lula e demais sindicalistas do ABC pela LSN (São Paulo- SP, 1981). Foto Vera Jursys

 

Dos treze acusados, onze foram enquadrados na Lei de Segurança Nacional (LSN), entre eles, Luís Inácio Lula da Silva. Foram eles: Luiz Inácio da Silva, Djalma de Sousa Bom, Osmar Santos de Mendonça, Wagner Lírio Alves, Juraci Batista Magalhães, Nelson Campanholo, Manoel Anísio Gomes, Gilson Correia de Menezes, Enilson Simões de Moura, José Maria de Almeida e Rubens Teodoro de Arruda.

Os metalúrgicos foram enquadrados nos artigos 36 e 42 da LSN que se referem a desobediência à lei e à propaganda subversiva. Após a condenação, os advogados dos sindicalistas recorreram ao Supremo Tribunal Militar (STM), que anulou os processos. Com a anulação do processo, Lula consegue sua candidatura ao governo do estado de São Paulo em 1982.

Ato contra a condenação dos sindicalistas do ABC pela LSN (São Paulo- SP, 1981). Foto: Vera Jursys.

Ato contra a condenação dos sindicalistas do ABC pela LSN (São Paulo- SP, 1981). Foto: Vera Jursys.

 

A punição aos trabalhadores pela participação em greves durante a ditadura e na transição ao regime democrático foi intensa e fazia parte das ações de impedimento das mobilizações populares contrárias ao regime. Em 1980 o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC sofreu intervenção e Lula foi preso por trinta dias nas dependências do Departamento de Ordem Política e Social (DOPS).

Ato contra a condenação dos sindicalistas do ABC pela LSN (São Paulo- SP, 1981). Foto: Vera Jursys.

Ato contra a condenação dos sindicalistas do ABC pela LSN (São Paulo- SP, 1981). Foto: Vera Jursys.

 

A LSN é um dispositivo legal que foi instaurado pela primeira vez no país no governo de Getúlio Vargas, em 1935, e que trata de medidas relacionadas aos crimes políticos e à segurança do Estado. Durante a ditadura militar, instaurada a partir de 1964, a LSN foi incorporada à doutrina de segurança nacional e formou parte de uma série de medidas tomadas pelos militares, no contexto da Guerra Fria, para combater as ideologias de esquerda e impedir o avanço de movimentos revolucionários que lutavam contra o imperialismo norte-americano na América Latina.

O trabalho de Vera Jursys pode ser visto no curta Mobilizou Geral - A longa década de 80 na fotografia de Vera Jursys, sobre as greves da década de 1980 em São Bernardo do Campo e Diadema.