Ryane Leão, 28 anos, faz parte de uma nova onde de artistas cujo trabalho ficou conhecido pelo mundo virtual. Cuiabana e moradora de São Paulo capital, Ryane é professora e poeta. Em 2017, ela lançou o livro “Tudo nela brilha e queima” pela Editora Planeta, uma coletânea de poemas de sua autoria.

Desde 2008, Ryane divulga seus poemas em diferentes meios, entre eles saraus, slams, blogs, lambe-lambes e redes sociais. Nas redes sociais seu trabalho tem conseguido um enorme alcance, em suas páginas do Facebook e do Instagram (@ondejazzmeucoracao), onde é seguida por 81,2 mil pessoas.

Os poemas de Ryane tratam de vivências suas e de outras mulheres, sobre feminismo, racismo e militância. Paralelamente ao trabalho de poeta, Ryane também é cofundadora de uma escola de inglês de mulheres negras para mulheres negras, em que além da língua são passados ensinamentos sobre feminismo negro e cultura afro.

A seguir selecionou-se algumas poesias publicados no seu Instagram:
“eu quero saber
das opressões que você se livrou
e de como seu cabelo
anda cada dia mais
selvagem e lindo
quero saber da culpa que
não te habita mais
quero ouvir
tudo que te silenciaram
eu quero que você me conte
a história das suas
cicatrizes”
Publicado em: 6.11.2017

“identidade
foi uma mulher negra e escritora
de pele e alma como a minha
que me ensinou sobre os vulcões e as rédeas e os freios
sobre os tumultos dentro do peito
e sobre a importância de ser protagonista
nunca segundo plano
se você encostar a mão entre os seios
vai sentir o rastro de nossas ancestrais
somos continuidade
das que vieram antes de nós”
Publicado em: 20.11.2017

“vem cá, me encara
olha bem pra mim
olha a mulher foda que eu sou
não caibo em moldes e imposições
minha existência é barulhenta
pra você quase uma ofensa
mas eu não preciso de aprovação
então não venha me enfiar
na palavra padrão.”
Publicado em: 11.09.2017

Links:

https://www.instagram.com/ondejazzmeucoracao/

https://www.facebook.com/ondejazzmeucoracao/